Textos



*Ensaio sobre a cegueira* de Fernando Meirelles

Olhos na escuridão


Eliane Triska

Vasos noturnos... Dois olhos proscritos
Dos dias que se ancoram sob o sol.
Sem luzes dos aportes do infinito.
Só noite sem estrelas!... Sem farol!

Fundas carvernas! Mártires das cores!
No toque à escuridão, buscam contornos
Aromas de sentir todas as flores.
Do inaudível, os sons do vento morno!

Mas luz também é um fardo e também cega!
Quem a dá ou a nega veste toga,
Ou é uma escolha do ser que a carrega?

Ó Deus, sou grata! Eu posso ver! A chuva,
Toda a arte do mundo em sua roda,
Sorrir o sabiá comendo uva!...



Abril/2017

 
Eliane Triska
Enviado por Eliane Triska em 08/04/2017
Alterado em 17/04/2017

Música: 06Lumen Naturae20 - Desconhecido

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários