Textos


Picasso "O sonho" (1932)

Vida

Eliane Triska


Contemplo-te em todas as idades,
E entrego-te meu íntimo de abrigo.
Seguras minhas mãos com sobriedade.
És mistério... Ah, bela flor do figo!


Passeio em ti, mas tu já muito antes,
Em mim pesseavas como um grande amor.
Por tuas mãos seremos o bastante?
Vais desatá-las quando o sol se pôr...


E eu chorarei sentida um choro intenso,
Que ao me deixares, peço-te: Sorria!
Num gesto de bondade: Dá-me um lenço!


O meu amor por ti no teu amor,
É um sol puro, um sol que não esfria.
Luz faminta, que a noite faz rumor...


Junho, 2018




 
Eliane Triska
Enviado por Eliane Triska em 05/06/2018

Música: Endesly_viol_ - Desconhecido

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários